Alice Navarro | Gastronomia mais Saudável e Sustentável
261
post-template-default,single,single-post,postid-261,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-1.0,qode-theme-dopcom,dopcom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Gastronomia mais Saudável e Sustentável

Uma das tendências para 2018 nos restaurantes será uma  oferta de alimentos mais naturais e orgânicos visando a saúde dos clientes e a sustentabilidade do planeta.

A alimentação baseada em plantas com mais vegetais, frutas, algas e cereais vai atrair mais clientes.

Os que oferecem produtos orgânicos e da região serão valorizados no mercado.

Na area de carne serão valorizados o consumo de animais de crescimento lento, baseado em processos menos agressivos.

Matérias mais naturais nos utensílios de cozinha como por exemplo os feitos à mão, de cerâmica, madeira, argila, etc.

Receitas sem açúcar refinado, glúten, lactose, cafeína, etc. respondem a uma política de maior conscientização da saúde, tendência em vários países da Europa e Estados Unidos.

Até os fast foods vão priorizar uma comida mais elaborada, saudável e chique. A rede McDonalds, por exemplo, serve o Mcveggie, hambúrguer feito de quinoa e vegetais em vários países da Europa.

Planos de eficiência energética e de redução de resíduos no meio ambiente  também vão ser destaque na gastronomia.

Compartilhar...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
Sem comentários

Postar um comentário